O Sebrae desenvolveu pesquisa com 5.867 Micro e Pequenas Empresas com o objetivo de avaliar a situação dos Pequenos Negócios em 2017 e as suas expectativas para 2018.

O trabalho aborda questões como: avaliação de 2017, expectativas para a empresa e para a economia brasileira em 2018, dificuldades e estratégias, pagamentos em atraso, terceirização da mão-de-obra e itens sobre o perfil dos empresários.

Apesar de 52% do total de empresas entrevistadas considerar que 2017 foi um ano de desempenho baixo comparado a 2016, 65% acredita que 2018 será melhor para os negócios que 2017. Empresárias e empresários da região do Norte são os que mais estão otimistas em relação a esse novo ano, onde 74% acredita que 2018 será mais próspero.

Já para 31% dos entrevistados, o problema que mais prejudicou os negócios foi a corrupção, seguido pelo alto desemprego (25%) e taxa de juros alta (17%).

Para conferir essas e mais informações, clique aqui e acesse o estudo.

Expectativas dos pequenos negócios para 2018